Resiliência - conceito - significado



:. A psicologia utiliza este termo para se referir à capacidade de o indivíduo lidar com problemas, recuperar de adversidades, sem entrar em surto psicológico (ou seja, recuperar o equilíbrio emocional). .:



Em física, resiliência refere-se à propriedade que certos materiais têm de acumular energia quando submetidos a esforço (tensão, stress) sem ocorrer ruptura. Depois de a tensão terminar, poderá, ou não, haver uma deformação residual causada pela histerese (propriedade de um material ou sistema de conservar suas propriedades na ausência de um estímulo que as gerou.) do material. Como exemplo, podemos observar um elástico ou uma vara de salto em altura, que se deforma até um certo limite, sem quebrar, retornando à forma original dissipando a energia acumulada.

A psicologia utiliza este termo para se referir à capacidade de o indivíduo lidar com problemas, recuperar de adversidades, sem entrar em surto psicológico (ou seja, recuperar o equilíbrio emocional). Segundo alguns autores, pode-se igualmente considerar a resiliência como a capacidade para lidar com uma combinação de fatores, que fornecem ao ser humano, condições para enfrentar e superar problemas e adversidades.

Fatores:

  • Administração das emoções:

Refere-se à habilidade de se manter sereno diante de uma situação de stress. Pessoas que lidam bem com este problema conseguem utilizar as pistas que lêem nas outras pessoas para reorientar o comportamento, promovendo a autor regulação. Segundo alguns autores, quando essa habilidade é rudimentar, as pessoas encontram dificuldades em cultivar vínculos e, com frequência, desgastam emocionalmente aqueles com quem convivem mais de perto(na família e trabalho).

  •  Controle dos impulsos:

Este item refere a capacidade de regular a intensidade dos impulsos no sistema neuromuscular (nervos e músculos). É a aprendizagem de não se levar impulsivamente pela experiência de uma emoção. O controlo do impulso garante a autor regulação dessas emoções ou a possibilidade de dar a devida força à vivência de emoções.

  •  Otimismo:

Capacidade de acreditar que as coisas podem mudar para melhor. Há um investimento contínuo de esperança e, por isso mesmo, a convicção da capacidade de controlar o destino da vida, mesmo quando o poder de decisão esteja fora das mãos.

  •  Análise do ambiente:

Trata-se da capacidade de identificar precisamente as causas dos problemas e das adversidades presente no ambiente. Esta capacidade permite que a pessoa se ponha a salvo de situações de risco.

  •  Empatia:

Significa, aqui, a capacidade que o ser humano tem de compreender os estados psicológicos dos outros (emoções e sentimentos).

  •  Auto eficácia:

Convicção de ser eficaz nas ações propostas.

 Alcance de pessoas:

É a capacidade que a pessoa tem de envolver com outras pessoas no sentido de viabilizar soluções para intempéries da vida, sem receios e medo do fracasso.

Autor: Luís Filipe
Data: 2012-01-31


Artigos Relacionados
Contato: mail@artigosenoticias.com   |   SAPO MAIL   |   HOTMAIL  |   GMAIL