Califado, Califa - significado



:. Califado é uma forma de governo do mundo islâmico, a única forma de governo que tem a total aprovação na teologia islâmica tradicional, que representa a unidade e liderança política do mundo islâmico. .:



Califado é uma forma de governo do mundo islâmico, a única forma de governo que tem a total aprovação na teologia islâmica tradicional, que representa a unidade e liderança política do mundo islâmico. Esta forma de governo é o conceito político central do islamismo sunita, por consenso da maioria muçulmana nos primeiros séculos.

Desde o advento do islã até 1924, diversas dinastias alternaram-se sucessivamente no califado, incluindo os omíadas, que foram expulsos de Damasco para Córdoba, no al-Ândalus (Ibéria muçulmana), os abássidas, que governaram a partir de Bagdá, os fatímidas, que governaram a partir de Cairo, no Egito, e, finalmente, os otomanos. 

É após a escolha de Ali, o quarto califa, que se dá a divisão entre sunitas e xiitas (e ainda kharijitas, deixando pouco depois os xiitas de escolher califas), e que se passa depois para a “idade de ouro” do califado dos Omíadas (661-750), com sede em Damasco, e dos Abássidas (750-1248), com sede em Bagdad. Em 1248 o califa passa a estar no Cairo, e em 1517, com a conquista do Egipto, o título califal passa para o sultão otomano. O último califado foi o otomano, desmantelado em 1924 para dar lugar à Turquia secular de Ataturk.

A diferença do califado para outros regimes com base na lei islâmica é simplesmente “a prática”. Ainda hoje há designações em líderes árabes e muçulmanos que apontam para a condição de califa: “O rei de Marrocos tem no seu título o de ‘chefe dos crentes’”. Também entre os taliban, o comandante mullah Omar era o “comandante dos fiéis”.

Apesar do califa ser o líder da comunidade de crentes, a Umma, e evocar uma ideia de unidade, esta autoridade não é necessariamente unificadora – “houve alturas na história em que houve três califas ao mesmo tempo”.

O califa é o sucessor de Maomé, o líder máximo da comunidade de crentes muçulmanos, que governa com base na sharia (lei islâmica), uma forma de liderança que existiu desde a morte de Maomé, em 632, até 1924.

Califa era o título que se atribuía ao chefe supremo do islamismo, durante o período de expansão do Império Árabe (entre os séculos VIII e XV). O califa era considerado o sucessor de Maomé.

De acordo com os sunitas, o califa deve, idealmente, ser um membro da tribo dos quraysh, eleito pelos muçulmanos ou por seus representantes; já para os xiitas, ele deve ser um imã que descenda diretamente da Ahl al-Bayt, a família do profeta Maomé.

Autor: Luis Filipe
Data: 2011-09-06


Contato: mail@artigosenoticias.com   |   SAPO MAIL   |   HOTMAIL  |   GMAIL