Uma década sobre os ataques de 11 de Setembro - Orzala Ashraf Nemat



:. 'A guerra causou um grande dano ao nosso povo por varias ordens de razões' - Orzala Ashraf Nemat .:



As torres gémeas desabaram a oceanos e milhas de distância do Afeganistão - à época um país que parecia um cemitério, onde as pessoas sofriam discriminação, guerra e humilhação. Em 2001, um rádio de pilhas pequeno era o único meio de comunicação, na maior parte do país. Muitos afegãos sentiram que o ataque aos EUA podia marcar o começo do fim do horror que estávamos a viver. Muitos sentiram-se bem pelo que os Estados Unidos tinham experimentado, não por serem sádicos, ou por terem prazer na morte e sofrimento dos outros, mas simplesmente porque eles pensavam que as potências mundiais só iriam entender o nosso sofrimento se sentissem o mesmo elas próprias.


Levou apenas um mês para que os EUA reagissem militarmente, atacando a "fonte" de onde os ataques de 9 / 11 foram planejados. Centenas e milhares de afegãos, mais uma vez tiveram de fugir das suas casas, por temerem ser atingidos por bombas dos EUA. Os terroristas e todos os que colaboraram com eles foram alvo das bombas. O medo dos aviões de guerra B52 convenceu muitos comandantes a fazer a barba ou a encurta-la e vestir-se como democratas em fatos pretos - mas como temos visto, posteriormente,  muitos deles permaneceram o mesmo por dentro.

Primeiro as bombas depois seguiram-se os acordos políticos. Em Bona, na Alemanha, a maioria dos atores ativos afegãos reuniram-se para chegar a um acordo sobre partilha do poder e, os dois únicos grupos que não se sentiram representados lá, tornaram-se mais tarde os causadores da maioria dos problemas.

Dez anos depois, seria irrealista ignorar o enorme progresso que o Afeganistão tem feito, em parte, graças à comunidade internacional, e em parte, pela determinação dos próprios afegãos, que escolheram trabalhar na reconstrução do Afeganistão novamente. De estradas pavimentadas para as meninas irem para a escola, até ao desenvolvimento da média, tem havido uma evolução positiva.

No entanto, a guerra - nunca uma escolha do povo afegão - fez um grande dano no nosso povo a diferentes níveis : locais, nacionais, regionais e internacionais. A Corrupção generalizada, o armamento em massa de milícias, o abastecimento da guerra pelos países vizinhos, as perdas civis, as  incursões noturnas e a deterioração da segurança têm todas minado educação das nossas crianças, não fora a capacidade das nossas mulheres para o trabalho, a nossa capacidade de prestar serviços sociais básicos aos mais necessitados.

A Dependência excessiva da ajuda externa ainda é um desafio para o povo afegão que gostaria de fazer o seu país andar pelos seus próprios pés e viver a vida em paz.

 

Ver: Uma década sobre os ataques de 11 de Setembro - por Simon Jenkins
       Uma década sobre os ataques de 11 de Setembro - por Jonathan Powell 
       Uma década sobre os ataques de 11 de Setembro - PJ Crowley 


Autor: Excerto de um artigo publicado no jornal: gurdian
Data: 2011-09-06


Contato: mail@artigosenoticias.com   |   SAPO MAIL   |   HOTMAIL  |   GMAIL