Quem foi Martinho Lutero?



:. Martinho Lutero (1485 - 1546) foi um filósofo e teólogo alemão, precursor da reforma religiosa. De origem modesta, estudou em várias universidades, onde obteve, em 1505, o grau de Mestre em Artes na Universidade de Erfurt. .:



Martinho Lutero (1485 - 1546) foi um filósofo e teólogo alemão, precursor da reforma religiosa. De origem modesta, estudou em várias universidades, onde obteve, em 1505, o grau de Mestre em Artes na Universidade de Erfurt. Chegou a iniciar estudos de direito pouco tempo antes de professor na Ordem dos Eremitas de Santo Agostinho. Foi professor de Filosofia Moral em diversas escolas, e de Escritura na Universidade de Wittenberg, onde se doutorou em 1512. Até 1518 dedicou-se profundamente ao estudo da Bíblia, vindo a ser o maior exegeta(Exegese, portanto, é a denominação que se confere à interpretação das Sagradas Escrituras desde o século II da Era Cristã.) do seu tempo em relação às escrituras sagradas. Neste período, foi construindo, certamente, as bases da reforma religiosa que o haviam de celebrizar. Preocupado com um sentimento de culpa, Lutero procura um Deus misericordioso que receba um pecador de forma gratuita, isto é, sem o ónus de ter de pagar pelos pecados. Esta posição põe-no em profundo desacordo com o Papa que prega a crescente venda de indulgências (Durante a Idade Média a Igreja Católica tinha um enorme poder político e económico. Nesta época, a igreja também ficou conhecida pela venda de indulgências, ou seja, concedia o perdão divino para qualquer pessoa que pagasse por isso.) aos pecadores. Contra a pregação das referidas indulgências por João de Tetzel, Lutero prega alguns sermões, em 1517. No mesmo ano, tem uma disputa teológica sobre o mesmo assunto em que põe em causa o poder do Papa. Ainda em 1517, são as célebres 95 Teses, escritas em latim, que marcam o ponto de partida do movimento da reforma. Rapidamente traduzidas em várias línguas, a teses tiveram rápida divulgação e motivaram uma enérgica reação papal. O processo arrastou-se por alguns anos, tendo termina com a excomunhão de Lutero pelo Papa Leão X, pressionado pelos bispos alemães. Entretanto, Lutero, que não pretendia afastar-se da Igreja mas apenas melhora-la, vai escrevendo os textos complementares da reforma: A nobreza da Nação Alemã, Da Liberdade do Cristão, Do Cativeiro Babilónico da Igreja, e empreende a tradução da Bíblia, ao mesmo tempo que ataca os votos monásticos religiosos. Pronunciada a excomunhão, em 1512, Lutero refugiou-se no castelo de Wartburg, sob a proteção de Frederico III, o Sábio. Desligado dos votos, casou-se, em 1524, com uma ex-freira de nome Katharine von Bora. Nos anos posteriores trabalhou ativamente na construção da nova Igreja, nomeadamente nos aspetos litúrgicos. Lutero foi um orador brilhante e um prosador vigoroso, sem em muitos aspetos, um inovador da língua alemã. As divergências mais marcantes com o catolicismo de Roma foram: Contestação do poder papal; liberdade de análise de textos bíblicos; reformas nos estudos eclesiásticos e oposição ao celibato dos padres.

Autor: Isabel Maria
Data: 2016-02-05