Crescimento em tempo de dívida e as políticas de austeridade



:. Investigadores da Universidade de Massachusetts descobriram um erro na fórmula do estudo que sustenta políticas de austeridade .:



Investigadores da Universidade de Massachusetts descobriram um erro na fórmula do estudo que sustenta políticas de austeridade

"Crescimento em tempo de dívida" é um estudo elaborado por Rogoff e Reinhart (que são professores na Universidade de Harvard e nos últimos anos ocuparam altos cargos no Fundo Monetário Internacional) e que tem inspirado e sustentado muitas das políticas de austeridade que têm vindo a ser implementadas por vários países (aumento de impostos e a redução da despesa pública).

O referido estudo, baseado em estatísticas de vários países relativas ao período 1946-2009 e publicado em 2010, demonstra que países com uma dívida pública superior a 90% do PIB têm uma taxa de crescimento inferior aos outros países

Entretanto, três investigadores da Universidade de Massachusetts descobriram um erro na fórmula que permitiu chegar à conclusão acerca da taxa média de crescimento de países com uma dívida superior a 90% do PIB. Thomas Herndon, Michael Ash e Pobert Pollin descobriram que Rogoff e Reinhart retiraram da amostra cinco países: Austrália, Bélgica, Áustria, Canadá e Dinamarca, refere o "Financial Times" (FT). A não inclusão dos países reduziu, de acordo com os académicos de Massachusetts que repetiram o estudo tendo em conta os países então excluídos, o valor médio de crescimento de 2,2% para menos 0,1%.

Autor: Luís Filipe
Data: 2013-04-19